quinta-feira, 11 de setembro de 2008

"Black & White": THE FORE!

Fãs de merseybeat, o sonho não acabou! Parece que algum engenheiro de som da EMI revirando arquivos encontrou essa gravação perdida... e, pela sonoridade, a fita provavelmente foi gravada em 1963 e nunca lançada! Mas... olhando bem, não é bem isso. Black & White é um disco independente lançado em... 2007! E os membros da banda não passam da casa dos vinte e poucos anos de idade! Esta é a prova de que a música pode ser atemporal e seguir conquistando gerações após gerações.

Porque essa nova “beat generation” teve a possibilidade da escolha. Expostos às modernidades da música eletrônica, do hip hop ou rock industrial, preferiram o merseybeat. Sentiram-se verdadeiramente mais à vontade sujando os dedos nos antigos vinis dos pais, do que baixando 300 músicas por segundo e enchendo seu Ipod de hypes descartáveis.

Os londrinos Matt, Spencer, Luke e Simon identificaram-se com uma época da qual nunca fizeram parte, mas que, para eles, exala frescor. Não poderia soar nostálgico para nós que éramos, se muito, poeira espacial nos anos 60. Dá esperança saber que há jovens que preferem Rickenbakers e Epiphones a pick-ups de DJ. E colocam sua paixão em canções ingênuas, mas recheadas de belas harmonias e melodias. Já não é necessário dizer que o som do The Fore perpassa por quase todas as bandas sessentistas, indo de Beatles a Byrds, de Who a Stones, privilegiando a fase da primeira metade daquela década.

Não precisamos ter estado nos sessenta para sonhar com canções singelas e para chacoalhar a cabeça e os braços ao som do yeah, yeah, yeah. É só deixar, por exemplo “Love For Sale” e “A Girl Like You” fazerem o serviço. Ou se emocionar com uma baladinha harmônica como “If I Show You Love”. E se Black & White houvesse sido realmente gravado e não lançado pela EMI em 63, alguns hits teriam perdido a chance de serem número um na Inglaterra. E, a suposta gravadora, uma boa oportunidade de embolsar uma grana com as ‘chartbusters’ “I Want To Be With You”, “Here Comes The Girl”, “Please Tell Me” e “It’ll Be Me”.

Na verdade, todas as 14 faixas poderiam ter sido um single-hit em potencial. Pensando bem, Black & White nem é tão anacrônico assim: atualmente, 75% dos participantes das convenções sobre os Beatles e 40% dos que compraram o Anthology têm menos de 30 anos (assim como Matt, Spencer, Luke e Simon). E, levando-se em conta que todas as bandas hoje querem soar igual ao Radiohead, Coldplay, Strokes ou Simple Plan, o The Fore é uma tremenda novidade!

www.theforeband.com
www.myspace.com/thefore

2 comentários:

Carol K. disse...

adooorei o blog!

dbareas disse...

Ouvi as músicas do MySpace...

Ah, não, Paolo, pô, é muito derivativo...;)

Claro que é brincadeira...gostei das músicas do MySpace. E coincidentemente, pela segunda vez (a primeira vez foi com Armchair Oracles) eu, imediatamente antes de ouvir os influenciados, ouvi as influências.

Antes de ouvir o The Fore, estava exatamente ouvindo os Beatles, fase merseybeat. Foi como se o disco dos Beatles não tivesse terminado, prolongou-se com The Fore.